Volta às Aulas: como a educação financeira pode ajudar suas compras

O período de férias é ótimo para descansar, mas à medida que se aproxima o recomeço do ano letivo chega a hora de planejar os gastos. Nesse momento, os pré-adolescentes e adolescentes costumam pedir para comprar tudo novo: para eles, a volta às aulas é a hora de mostrar que amadureceram, expressando sua identidade através das roupas e objetos que usarão na escola. Já os pais querem gastar o mínimo possível, especialmente porque o início do ano traz uma série de outras despesas extras.

É possível chegar a um meio termo, mas para isso será necessário ter uma boa conversa em família para definir prioridades na hora das compras de material escolar. Esta é uma ótima oportunidade para aproveitar uma situação real e criar um diálogo com os adolescentes sobre como fazer bom uso do dinheiro e tomar as melhores decisões de compra no início do ano letivo. 

Reúna a família e use este guia como roteiro para uma conversa sobre a volta às aulas. Isso é educação financeira aplicada na prática!

Dicas do Blu para a Volta às Aulas:

  1. Que tal reaproveitar materiais do ano passado? Muitos itens que constam na lista de material duram bastante, como por exemplo réguas, esquadros, grampeadores, estojos e mochilas. 
  2. Vale a pena investir na customização. Para os estudantes, reutilizar materiais de anos anteriores pode parecer desanimador, uma vez que esses itens muitas vezes são usados para expressar seus gostos e preferências. Para evitar gastos desnecessários, pode ser uma boa ideia comprar uma mochila neutra e personalizar a peça a cada ano, com aplicações de patches, bottons e outras ideias. O mesmo pode ser feito com calças jeans e tênis, se a escola permitir.
  3. Trocar ideias com outros pais pode render boas dicas. É sempre bom compartilhar com outras famílias que estão passando pelo mesmo momento: podem surgir informações sobre ofertas mais em conta. Vocês também podem fazer trocas e organizar compras coletivas, com descontos para quantidades maiores.
  4. É fundamental pesquisar preços e seguir a lista da escola. Embora seja um pouco mais trabalhoso, comparar os valores dos itens pedidos pode fazer muita diferença no total a ser gasto. Além disso, é importante comprar apenas o que está pedido na lista, sem excessos desnecessários! 
  5. Tente economizar nos livros didáticos. Esta costuma ser a maior parcela das despesas com material escolar. Mas você sabia que é possível encontrar livros didáticos e de literatura em sebos online? A maioria das lojas dá informações sobre o estado de conservação dos itens, por isso vale a pena garimpar ofertas bem mais em conta.
  6. Por fim, nossa dica de ouro: use o Blu para envolver os adolescentes no processo de escolha. Dependendo da idade e da maturidade dos seus filhos, pode ser uma boa ideia levá-los às compras junto com você. Isso irá criar uma situação didática, ou seja, uma oportunidade para aprender na prática a usar o dinheiro de forma planejada. 
    Você pode depositar uma parte do orçamento no cartão Blu e deixar que eles escolham materiais de papelaria, pastas e mochila, por exemplo. Isso irá ensiná-los a fazer escolhas e a ter autonomia em relação às peças que irão usar durante o ano inteiro. 
    E o melhor de tudo: se eles conseguirem ser bastante econômicos, ainda pode sobrar dinheiro para uma reserva destinada a realizar desejos de consumo ao longo do ano!

Leia também: Compras por necessidade ou por desejo? Ensine seus filhos a consumir com estratégia

Comece já a educação financeira de sua família: assine o Blu by BS2

Compartilhe nas redes

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Abra a câmera do seu
celular e aponte para esse QR Code.

Pronto! É só baixar o app direto no celular!

Ao acessar o nosso site, você está de acordo com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui