O que você precisa saber para se tornar um consumidor consciente?

Já houve um tempo em que a gente decidia se comprava ou não algum produto com base no preço e na qualidade. Mas isso mudou. Hoje nossas decisões de compra são bem diferentes e levam em consideração o impacto das nossas ações sobre o planeta e a responsabilidade das marcas com a sociedade. É o chamado “consumo consciente”. 

Para os adolescentes que estão começando a gastar o próprio dinheiro, consumir não depende só de saber se têm saldo para comprar algo. É bem mais complexo! De olho no futuro do planeta, a ONU tem 17 objetivos de consumo sustentável, e um deles tem tudo a ver com isso: é o que trata de garantir padrões de consumo e de produção sustentáveis.

Então, quer saber o que fazer para se tornar um consumidor consciente? Confira nossas dicas.

O que é consumir com consciência?

Ser consciente é avaliar o que é certo e errado e ter cuidado com o que se faz. Na hora de comprar, ter consciência é pensar antes, especialmente em aspectos como o propósito daquela compra para você e o impacto que ela vai provocar no ambiente.

O primeiro passo para se tornar um consumidor ou consumidora consciente é se fazer três perguntas simples: eu preciso mesmo disso? Tem que ser agora? Eu tenho dinheiro para pagar? Essas reflexões vão ajudar a entender o propósito da compra. Outro ponto importante tem a ver com a sustentabilidade financeira: quem gasta mais do que tem para comprar coisas que não precisa está na contramão do consumo consciente.

Saiba mais sobre estratégias de consumo consciente

O consumo em fases

Tão importante quanto escolher um produto é saber como é feito, de onde veio, e qual foi seu impacto no meio ambiente. Cada vez mais pessoas se preocupam com a pegada ambiental das coisas que possuem. 

O Instituto Akatu recomenda que os consumidores conscientes observem seis pontos antes de comprar. Quatro são ligados ao momento da compra: por que comprar, o que comprar, como e de quem. Outros dois questionamentos têm a ver com o uso (conservar bem o produto, para não precisar comprar outro tão cedo) e com o descarte. No momento de “jogar fora” algo que foi comprado, é importante avaliar algumas questões: isso pode ser doado ou utilizado por outra pessoa? Pode ser reformado ou ganhar outra utilidade? Pode ser reciclado? É sempre bom lembrar que na prática a gente não joga nada “fora”: todo o lixo que produzimos fica dentro do nosso planeta!

Sustentabilidade

Ser consciente também significa evitar excessos e desperdícios. As organizações que atuam para incentivar o desenvolvimento sustentável sugerem que antes de reciclar as pessoas devem tomar outras quatro atitudes: repensar a necessidade de comprar, recusar produtos com alto impacto ambiental, reduzir o consumo e a produção de lixo e reutilizar, ou seja, reaproveitar aquilo que não precisa ser descartado. Essas ações são conhecidas como “os 5 Rs da sustentabilidade” e servem de orientação para a formação de consumidores e consumidoras conscientes.

Causas

Atualmente, os consumidores dão muito valor a empresas que causam impacto positivo no meio ambiente e na sociedade. Esse cuidado é ainda mais importante para os adolescentes, que estão entrando no mundo do consumo. Uma pesquisa da Nielsen mostrou que mais de 80% da chamada “geração Z” no sudeste asiático escolhem produtos de empresas que consideram éticas. Um terço prefere comprar produtos que vão demorar a ser descartados. E os jovens consumidores e consumidoras vão além: levam em conta o envolvimento das marcas com as causas que apoiam. Por exemplo, a questão dos maus tratos aos animais vem ganhando força, e se reflete nas decisões de compra. Outra pesquisa, divulgada pela Morning Consult, descobriu que 29% dos consumidores entre 18 e 21 anos gostam mais de produtos anunciados como veganos.

Diante de questões tão complexas, cabe aos consumidores e consumidoras buscar informações sobre as marcas que escolhem. Na era digital, é possível conseguir dados sobre o envolvimento das empresas com causas como diversidade, responsabilidade social e outros. O consumo consciente é resultado de todas essas atitudes. 

Conheça os Desafios Blu, criados especialmente para desenvolver de forma gamificada as cinco competências fundamentais da educação financeira: ganhar, planejar, reservar, consumir e doar.

Comece já a educação financeira de sua família!

Siga o Blu nas redes sociais Instagram e Facebook para mais dicas.

Compartilhe nas redes

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Abra a câmera do seu
celular e aponte para esse QR Code.

Pronto! É só baixar o app direto no celular!

Ao acessar o nosso site, você está de acordo com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui