Dicas de poupança para adolescentes: como incentivar o hábito de juntar dinheiro

Se nem para os adultos é fácil manter o hábito de poupar, quando se trata de adolescentes o desafio é ainda maior. É uma fase em que eles ainda não conseguem segurar os impulsos. Isso porque é só na idade adulta que o cérebro humano desenvolve totalmente o controle das emoções. 

Saiba mais: Como os adolescentes tomam decisões e o que podemos fazer para ajudá-los

Mas não é só o controle dos impulsos que nos incentiva a guardar dinheiro. Pesquisas mostram que apenas um terço dos brasileiros têm aplicações financeiras — ou seja, a grande maioria da população adulta não costuma reservar uma parte do que ganha. Isso acontece por causa de vários fatores, inclusive a perda de renda das famílias, mas há também questões comportamentais que dificultam a criação do hábito de poupar.

Para ajudar a desenvolver esses comportamentos nos jovens, preparamos algumas dicas de poupança para adolescentes, com foco nas armadilhas da mente que tornam mais difícil pensar no futuro quando se trata de decidir o que fazer com o dinheiro. Confira!

Ter um propósito ajuda a vencer a inércia

Para a maioria das pessoas, é mais confortável manter o apego a uma situação conhecida do que buscar uma mudança. Esse mecanismo psicológico é conhecido como “viés do status quo”. Isso significa que nós hesitamos em arcar com os custos psicológicos envolvidos em uma situação nova, inclusive quando se trata de fazer o esforço mental de buscar informações sobre onde aplicar o dinheiro, por exemplo. 

Mesmo assim, é possível desenvolver nos adolescentes alguns hábitos para vencer a inércia e começar a poupar:

  • Sugira que eles escolham primeiro um objetivo simples, que seja um desejo deles e não uma vontade dos pais. Pode ser, por exemplo, o ingresso para um show ou o lançamento de um game. O ideal é mostrar a eles em que prazo o dinheiro precisa ser totalizado, e calcular quanto deverá ser guardado em cada parcela (seja semanal ou mensal).
  • Diga para programarem alertas na agenda do celular, de forma que sempre que receberem a mesada serão lembrados de separar uma parte. É importante que o adolescente execute a ação de colocar o dinheiro na reserva, pois só com a repetição deste exercício o hábito será criado.
  • Incentive-os a poupar também quando recebem uma renda extra, como por exemplo um presente em dinheiro dos avós ou padrinhos.

É mais fácil dar um passo de cada vez 

Todos nós temos a tendência a ser excessivamente otimistas quando planejamos uma mudança de vida. Nós acreditamos que vamos conseguir seguir à risca a próxima dieta, que o prazo de entrega de um trabalho não será um problema, etc. O mesmo acontece quando se trata de hábitos financeiros: costumamos superestimar nossa capacidade de poupar. Isso vale para os adultos e, especialmente, para os adolescentes, que ainda estão aprendendo a abrir mão do consumo no presente em favor de reservar para o futuro.

Um dos fatores que contribuem para isso é um viés do comportamento conhecido como “falácia do planejamento”. Em outras palavras, é a tendência a focar mais no objetivo final do que nas etapas necessárias para se chegar lá

Para driblar os problemas mais comuns na hora de fazer um bom planejamento para poupar, você pode aconselhar os adolescentes a:

  • Dividir o plano em tarefas simples. Por exemplo, se o adolescente quer comprar um ingresso para um show daqui a seis meses, que custa R$ 180,00, sugira que ele deixe de pensar no valor total e se preocupe apenas em reservar R$ 7,50 por semana. Parece bem mais fácil, não é?
  • Ter consciência dos erros do passado, para ajudar a evitá-los no futuro. Soa complicado, mas isso pode ser feito apenas registrando, em um bloco de anotações do celular do adolescente, cada vez que ele não conseguir juntar o dinheiro planejado. Essa “lista de problemas” permitirá que sejam visualizados os acontecimentos que atrapalharam a capacidade de poupar e se prevenir para que no futuro o adolescente saiba lidar melhor com eles.
  • Usar a tecnologia a favor do hábito de guardar dinheiro. Além da mesada programada, o Blu tem a função Reservar, que permite a criação de reservas com diferentes objetivos, facilitando a vida dos adolescentes. Ver os valores crescerem e o objetivo se tornar mais próximo é o melhor estímulo para continuar guardando!

Por fim, você pode sugerir aos adolescentes algumas medidas simples que vão ajudar bastante na hora de vencer as armadilhas da mente e conseguir juntar dinheiro para realizar seus desejos:

  • Ajude-os a ter clareza a respeito de seus desejos de consumo, incluindo o preço de cada coisa e quanto tempo deve demorar para juntar o dinheiro necessário. Ter uma motivação para poupar ajuda bastante, mas entender o que é preciso fazer para alcançar um objetivo é fundamental.
  • Lembre-os de guardar uma parte do dinheiro assim que receberem a mesada
  • Calcule com eles um limite de valor para gastos supérfluos. Isso irá ajudar a controlar os desperdícios e as compras por impulso, que podem acabar atrapalhando na hora de guardar dinheiro para o que eles realmente querem.

Gostou das nossas dicas de poupança para adolescentes? Comece já a educação financeira da sua família com o Blu by BS2!

Siga o Blu nas redes sociais Instagram e Facebook para mais dicas.

Compartilhe nas redes

Abra a câmera do seu
celular e aponte para esse QR Code.

Pronto! É só baixar o app direto no celular!