“Criei uma mesada para as compras do supermercado”: veja esta dica de mãe para incentivar a autonomia financeira

Quando se trata de ajudar os adolescentes a cuidar do próprio dinheiro, uma das estratégias mais importantes é incentivar a autonomia. Afinal, o aprendizado acontece de forma mais efetiva quando é baseado em situações reais: é o que se chama de “aprender fazendo”. A educadora financeira Ana Hornos sugere usar a mesada com este propósito. Para ela, este é um instrumento importante para os jovens treinarem gastos de verdade, com base em recursos limitados. A ideia é que vocês definam juntos o valor a ser pago, dentro da realidade financeira da família, incluindo gastos do dia a dia. Ana comenta que é comum, quando os jovens saem da casa dos pais, terem problemas na primeira compra de supermercado. Isso porque eles não foram treinados para consumir levando em conta as restrições de um orçamento. 

A Maria Clara*, usuária do Blu, observou esse problema quando levava o filho adolescente ao supermercado. Ele apenas ia enchendo o carrinho com biscoitos, iogurtes, sucos, sem olhar os preços nem avaliar o orçamento. Por mais que a mãe explicasse que não é possível comprar tudo o que se quer, ele continuava pedindo. Ela então estabeleceu um limite de compras para cada ida ao mercado, mas mesmo assim o filho sempre tentava negociar exceções… “só desta vez”!

Então a Maria Clara teve uma ideia para ajudar o filho a decidir suas próprias compras ao mesmo tempo que aprendia o valor do dinheiro.

Em vez de entrar em longas negociações a cada vez que ia ao mercado, Maria Clara decidiu criar uma mesada semanal só para as compras de comida. Ela calculou aproximadamente quanto o filho consumia com lanchinhos e passou a entregar esse valor diretamente a ele. Nas primeiras vezes, eles foram juntos ao mercado, mas ela não fez o pagamento. O próprio adolescente escolheu o que queria, verificou se as compras cabiam no orçamento e foi sozinho ao caixa.

Com o tempo, Maria Clara passou a deixar o filho ir sozinho ao supermercado, que fica na esquina de casa. Ela percebeu que ele começou a fazer uma lista de itens antes de sair de casa, para organizar melhor as compras que vai fazer. Em algumas semanas ele usa a mesada para pedir uma refeição do aplicativo de delivery. Ao fazer essa escolha, ele abre mão das comidas preferidas ao longo da semana para comer algo especial em um único dia. 

A criação da “mesada do supermercado” ajudou o filho da Maria Clara a entender o valor do dinheiro e o custo das coisas que desejava comprar. Ele também está aprendendo que quando se tem um orçamento limitado é fundamental fazer escolhas e priorizar despesas. E quando sobra um dinheirinho, ele até aproveita para poupar!

Saiba como o Blu pode ajudar os adolescentes a se tornarem consumidores conscientes

Comece hoje mesmo a educação financeira na prática!

*Os nomes citados neste post foram trocados para preservar a privacidade dos assinantes.

Compartilhe nas redes

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Abra a câmera do seu
celular e aponte para esse QR Code.

Pronto! É só baixar o app direto no celular!

Ao acessar o nosso site, você está de acordo com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui