Conheça as cinco competências fundamentais da educação financeira

Mais que um cartão mesada, o Blu By BS2 é uma solução que ajuda pais e mães a encorajar seus filhos a terem bons hábitos financeiros.

A ideia é simples: dar aos adolescentes a possibilidade de receber dinheiro em uma conta só deles, com um cartão mesada que eles mesmos administram, é uma forma de estimular a disciplina e desenvolver a autonomia. 

Além disso, nossa metodologia inovadora tem como essência o learn by doing (“aprender fazendo”), ou seja, o aprendizado por meio de experiências. Nós também acreditamos que o verdadeiro aprendizado não vem pela transmissão de conteúdo, mas pela construção de novas atitudes e comportamentos. É assim quando aprendemos a andar de bicicleta: o importante não é saber como pedalar, mas sim conseguir se equilibrar. 

É por isso que nosso foco, mais do que transmitir conteúdos sobre finanças, está em ensinar os adolescentes a se esforçar para ganhar dinheiro, planejar objetivos, reservar com um propósito, consumir com consciência e doar com empatia.

Essas competências foram sintetizadas por especialistas no tema e servem como base tanto para o funcionamento do app quanto para as atividades gamificadas.

Entenda melhor quais são as cinco competências fundamentais que devem ser desenvolvidas para uma boa educação financeira:

GANHAR

A primeira competência diz respeito a ganhar dinheiro, e começa por entender o dito popular que nos ensina que “dinheiro não cai do céu”. 

Para a maioria das pessoas, o dinheiro é fruto de algum tipo de esforço. No caso dos adolescentes, não é recomendável associar a mesada ou outros ganhos a tarefas domésticas, mas é importante explicar que ao receber dinheiro dos pais eles passam a ser responsáveis por gerir uma parte do orçamento da família, e portanto devem fazer isso com responsabilidade.

Nada impede que eles pensem em formas de ganhar um dinheirinho extra oferecendo produtos ou serviços para a família ou amigos. Mas vale lembrar que o importante, neste momento, não é tanto a quantidade de dinheiro que irão obter, mas o aprendizado sobre a valorização do esforço como forma de conquistar algo que se deseja. Dessa forma, os adolescentes desenvolvem a consciência de que o trabalho é um meio de suprir necessidades e alcançar objetivos.

Confira os 3 motivos para dar mesada aos seus filhos

PLANEJAR

Planejar como o dinheiro será usado é fundamental para se ter bons hábitos financeiros. Por isso, é importante desenvolver desde cedo a disciplina para definir objetivos e as ações que serão necessárias para alcançá-los.

Isso significa ensinar aos adolescentes que eles precisam iniciar um planejamento para alcançar uma conquista e colocá-lo em prática. Além disso, eles devem acompanhar as etapas para chegar lá e fazer ajustes de rota, quando for o caso. 

Nessa fase da vida, é muito difícil identificar todos os elementos necessários envolvidos em um planejamento. Por isso, para começar não é preciso envolver planilhas nem fórmulas complicadas: basta que os adolescentes acompanhem com frequência como está sendo o seu consumo. Assim eles saberão quanto e com o quê estão gastando e poderão entender quais ajustes precisam fazer para se manter dentro do planejamento.

RESERVAR

Quando se trata de criar uma reserva financeira, é fundamental desenvolver o hábito de preservar os recursos ao longo do tempo. Por isso, uma dica básica é a seguinte: pague a você primeiro! Muita gente deixa para poupar no fim do mês, depois de fazer todas as despesas e gastos. Mas dessa forma é muito difícil sobrar algum dinheiro, e a poupança vai sendo adiada em função dos imprevistos do dia a dia.

Para desenvolver esta competência, vale ter em mente que é preciso, em primeiro lugar, lidar com a dificuldade que temos de prever o futuro. Em seguida, é fundamental estabelecer objetivos de curto, médio e longo prazos. O dinheiro vai ser usado para comprar alguma coisa? Para uma viagem? Para uma reserva de emergência? Ter um propósito claro ajuda a dar motivação, além de facilitar o cálculo de quanto dinheiro deve ser guardado e por quanto tempo.

Conheça nossas dicas para ajudar adolescentes a poupar

CONSUMIR

Sabemos que o dinheiro é um bem escasso, mas, mais importante, é um meio hábil para se conseguir e preservar nossos objetivos de vida. Ter essa consciência é essencial para se construir hábitos de consumo saudáveis e sustentáveis.

Existe uma diferença entre o consumo de itens básicos e a compra de coisas que não precisamos ou que já temos em excesso. Por isso, os aprendizados ligados ao consumo consciente envolvem aprender a lidar com nossos impulsos, administrar um recurso escasso (o dinheiro) e priorizar necessidades e desejos.

Além disso, é importante entender desde cedo que nosso consumo tem impactos sobre o planeta. Consumir de forma consciente tem a ver com sustentabilidade financeira e também ambiental!

DOAR

Depois de ganhar, planejar, reservar e consumir, vem o momento de contribuir com a sociedade. Sabemos que nossas ações têm impacto sobre os outros, portanto precisamos aprender a viver e conviver de forma consciente. Por isso, tão importante quanto as doações em dinheiro é o engajamento em causas sociais.

Os adolescentes podem contribuir para a construção de uma sociedade equilibrada e menos desigual, seja com doações ou em ações de voluntariado. O importante é o conceito: cada um pode e deve fazer sua parte para a construção de um mundo mais justo para todos.

Ainda não conhece o Blu? Baixe o app e comece hoje mesmo a educação financeira de sua família! 

Esta informação foi útil para você?

Compartilhe nas redes

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Abra a câmera do seu
celular e aponte para esse QR Code.

Pronto! É só baixar o app direto no celular!