COMO VOCÊ PODE CONVERSAR COM SEUS FILHOS SOBRE OS GASTOS DAS FÉRIAS

Faltam poucas semanas para o Natal e em boa parte das escolas já é tempo de pensar nas férias de verão. Este é um momento de muitas despesas extras, e vale a pena aproveitar para conversar com seus filhos adolescentes sobre os gastos nesse período.

Afinal, quando chega o fim do ano, são várias as tentações para gastar mais dinheiro. É comum sentirmos mais necessidade de relaxar, especialmente depois de um ano difícil. Isso faz aumentar o desejo de autogratificação, e pode ser que para os adolescentes essa tendência se traduza em mais e mais pedidos de compras — mesmo sem precisar. 

Outra fonte de deslizes nos gastos é a quebra de rotina. Com o fim das aulas, ficam mais frequentes as refeições em restaurantes e pedidos de delivery, e aí é quase certo que a mesada não vai dar para tudo! Além disso, os adolescentes que curtem videogames  passam mais tempo jogando e ficam sujeitos aos impulsos de comprar itens extras. Já os que preferem passeios fora de casa podem precisar de algum dinheiro a mais para fazer frente às despesas. Além disso, muitas famílias planejam viagens que acabam implicando em mais gastos

Diante de tudo isso, como evitar os exageros? Confira nossas dicas para ter uma conversa com seus filhos sobre os gastos das férias.

1) Façam juntos uma lista de desejos 

Uma boa maneira de controlar as despesas e evitar gastos desnecessários é planejar. A ideia não é fazer um controle rígido, mas criar uma espécie de “mapa” que oriente seus filhos quando eles forem usar a mesada.

Pensem juntos nas principais despesas dos próximos meses: vale incluir passeios, gastos com aplicativos de transporte, delivery de pizzas e lanches. Não se esqueçam dos itens de games, roupas e tênis novos e outras despesas que vocês possam prever.

Incluam na lista o custo estimado de cada um desses itens e combinem como será feito o pagamento: os pais irão providenciar? Os filhos receberão um dinheiro extra e farão as compras sozinhos? Tudo isso pode e deve ser planejado antes.

2) Façam juntos uma lista de presentes

Seus filhos podem ajudar a elaborar a lista de pessoas que a família irá presentear no Natal, e até a escolher o que cada um irá receber.

Isso os ajudará a entender como fazemos para administrar um recurso limitado, como é o caso do orçamento familiar. A decisão sobre a quantidade de pessoas presenteadas e o valor máximo de cada item irá mostrar na prática que é importante fazer certas escolhas quando se trata de lidar com dinheiro.

Além de definir os presentes para família e amigos, vocês também podem pensar em formas de doar para uma causa que seja importante para sua família — pode ser uma organização de cuidados com animais, de proteção ao meio ambiente, de apoio a populações vulneráveis. O importante é lembrar que as festas de fim de ano são um momento para celebrar a generosidade e devolver à sociedade uma parte do que recebemos.

3) Incentive-os a reservar

Muitos adolescentes ganham presentes em dinheiro no Natal. Que tal aproveitar esse momento para poupar e se preparar para realizar um sonho de consumo? Também dá para aproveitar o momento de virada do ano e estabelecer metas mensais para seus filhos pouparem ao longo do ano que vem. Assim eles entenderão na prática o valor de guardar dinheiro.

4) Deixe que eles gastem!

Pode parecer contraditório com a dica anterior, mas o que queremos aqui é reforçar a ideia de que os adolescentes aprendem fazendo! A melhor forma de aprender a lidar com dinheiro… é usando o próprio dinheiro.

Por isso é importante dar a mesada, que na prática é uma parte do orçamento familiar que você entrega para seus filhos administrarem. Vale começar com um valor baixo e ir aumentando conforme eles conquistem mais autonomia. Nas férias, esse valor pode ser recombinado para incluir as despesas extras. O que importa é que os próprios adolescentes decidam como irão usar o dinheiro. Se cometerem erros, aproveite a oportunidade para apontar o que pode ser feito para evitar que aconteça de novo.

5) Valorizem o que realmente importa

Este foi um ano difícil. Por conta dos impactos da pandemia, muitas famílias estão com orçamentos mais apertados. Neste momento, é fundamental valorizar as relações de afeto entre família e amigos e o cuidado uns com os outros. Mesmo gastando pouco, é possível ter experiências positivas e gratificantes com seus filhos — e estas é que são verdadeiramente valiosas.

Veja como seus filhos podem usar a mesada para aprender planejamento financeiro

Siga o Blu nas redes sociais: Instagram e Facebook

Compartilhe nas redes

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Abra a câmera do seu
celular e aponte para esse QR Code.

Pronto! É só baixar o app direto no celular!

Ao acessar o nosso site, você está de acordo com a nossa política de privacidade. Saiba mais aqui